Trama do RPG - Resumo
Prólogo
Houve um tempo de guerra que assolou o País do Fogo por inteiro, dizimando famílias, campos e gerações a fio fosse a mando da honra ou do dinheiro. Esta era ficou conhecida como a Era dos Estados Combatentes. Cansados do derramamento de sangue intenso recorrente dentro das dependências do lar, as gerações passaram a adotar medidas de paz e cessar fogo, gerando um tempo de paz depois de anos em guerra.

Para dar um fim a tudo isso, o Tratado de Wakai foi assinado pelas quatorze cabeças dos clãs combatentes - e restantes - na presença do Daimyo Shimitsu, um termo de posse em uma região específica no interior do País, demarcado em quatorze territórios. Devido a convivência frequente das famílias em função da proximidade, a convergência dos territórios era iminente. Um segundo encontro diplomático entre os líderes resulto no que veio a ser chamado pouco tempo depois de União do Fogo, governada simultaneamente por estes, em uma junta democrática nomeada Conselho do Fogo.

Junto desta união nasceu um sistema de organização militar, hierarquizando aqueles que chegassem em determinados níveis de poder em um modelo de poder guiado e determinado pelo Conselho. Enquanto alguns já ganhavam altos postos, a preocupação com a educação das crianças das famílias surgia igualmente e, com isso, nasce a Academia Ninja e os futuros talentos que protegerão a União no futuro.
Últimos assuntos

Compartilhe
Ir em baixo
Rumpelstiltskin
Genin
Genin
Vila Vila : Fogo
Ver perfil do usuário

Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 28.12.18 16:06
-x-

------

Ficha
Rumpelstiltskin
Genin
Genin
Vila Vila : Fogo
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 28.12.18 17:18


D

Dizem que a primeira missão ninja é de longe a mais importante na carreira de um ninja iniciante, pois eles sempre acham que terão desafios imensos, sabe? mas sempre acabam fazendo as coisas mais simples possíveis, aquilo era muito engraçado para os superiores, eu estava completamente feliz com aquilo, havia conseguido me tornar Genin e ja no outro dia estava indo fazer minha primeira missão, mamãe estava muito feliz por mim e até ganhei parabéns de meu pai, parabéns de meu pai, cara aquilo era extremamente incrível receber um parabéns de uma pessoa tão rancorosa como ele, durante minha caminhada para o quadro de missões resolvi passar na floricultura da vila e reservei uma flor para minha mãe, ela adorava flores e levaria uma pra ela com o dinheiro da missão.

Ao chegar ao quadro de missões senti uma pontada de decepção, tinha que levar dois cães para passear, dois fodendo cães para passear cara, a veia teve o trabalho de trazer os cãeszinhos até aqui, essa porra já não conta como um passeio? Bom, não tinha como discutir com aquilo, desde que eu ganhasse a quantia certa para completar o valor da flor, eu estaria feliz.

Não demorou muito para que a senhora chegasse, foi extremamente bem recebida pelos demais ninjas e pelo que entendi aquela era uma missão super geral, pense que eles poderiam pedir cães da vizinhança para os genins levarem para passear, uma puta falta de sacanagem né? eu ria muito, sinceramente, não pensei que era esses tipos de missões que me esperavam.

Me aproximei da senhora e fiz uma reverencia a mesma, não a conhecia, mas ja havia visto algumas vezes pela vila, peguei seus cachorros e sai para caminhar  com eles, não tinha muitos motivos para a missão dar errada e provavelmente não daria, mais uma coisa que não foi me dita era que os cães eram machos e eu sabia muito bem o que acontecia quando dois machos estavam no mesmo lugar, conforme andavamos um deles resolveu urinar em uma pedra, quando ele terminou eu senti a maldade do outro que se moveu em direção a mesma pedra e urinou ali, ouvi um rosnado, mas prosseguimos, enquanto andavamos novamente ocorreu algo parecido, porem o rosnado ja veio com um latido e aquilo deu uma leve preocupação, tentei acalmar e seguimos, estavamos voltando para o quadro de missões, pois estava preocupado sobre a possivel briga dos dois quando na decima mijada, enquanto o outro se movia para mijar no local onde o outro havia mijado, ele recebeu uma forte mordida na pata e começou um briga intensa dos cães comigo no meio tentando afasta-los, inclusive recebi alguns arranhões o que me fez ativar rapidamente o sharingan, olhei para ambos os cães que pararam quase instantaneamente, após isso, continuei a missão e a seguir em direção ao quadro.

O resto da caminhada foi feita de forma mais tranquila, não teve nenhuma tretinha mais e eles mijavam em lados opostos agora, ao chegar no quadro de missões, omiti a situação, entreguei os cães a senhora, recebi meu pagamento e fui em direção ao floricultura, onde utilizei algumas moedas para comprar a flor que reservei, ao chegar em casa, entreguei a mesma a mamãe para que a mesma se senti-se um pouco mais feliz, fui recebido por um abraço forte e um beijo na testa, queria saber onde Derek estava agora.

HP: 11/11  - CH: 15/14 - ST: 07/01

Sharingan
Descrição: O Sharingan (写輪眼; Lit. "Olho Copiador Giratório") é um dōjutsu kekkei genkai, que aparece em alguns membros do clã Uchiha. Apesar de seus poderes serem vistos pela primeira vez em Kaguya Ōtsutsuki, com o Rinne Sharingan, sua verdadeira forma se manifestou pela primeira vez em Indra Ōtsutsuki, o ancestral mais antigo do clã Uchiha, e mais tarde veio a ser considerado como um dos Três Grandes Dōjutsu (三大瞳術, Sandai Dōjutsu; Literalmente significa "Três Grandes Técnicas Oculares"), juntamente com o Byakugan e o Rinnegan.

------

Ficha
Rumpelstiltskin
Genin
Genin
Vila Vila : Fogo
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 28.12.18 18:21


Fui chamado, disseram que eu teria que ajuda umas pessoas a fazer uma entrevista com outras, algo incomum, mas se gerasse dinheiro eu faria qualquer coisa, assim tomei um agua e me despedi de mamãe e meu pai desejou boa sorte na missão, parece que após eu me tornar genin, ele estava me vendo com outros olhos e eu me surpreendia com aquilo, pois me sentia um pouco mais livre, sei lá, não sei explicar direito. Fui diretamente encontrar as pessoas que fariam a entrevista, me entregaram algumas folhas com algumas perguntas que eu não entendia muito do que se tratava, ja havia ouvido algumas palavras daquelas mas eram super estranhas.

Parei uma moça na rua, perguntei se ela gostaria de participar de uma entrevista e ela me disse que sim, mas sem perguntar do que se tratava e assim fiz a primeira pergunta a ela.

- Quantos parceiros sexuais você ja teve? -
- Caralho - A mesma ria de uma forma que eu não entendia bem, mas escrevi sua resposta no caderno de anotações. - Mais parceiro que eu ja fui pra cama, mas parceiro que eu realmente considero parceiro? -
- Não, não é quantas pessoas você ja foi pra cama, se souber né -
- Ah, mano não vou contar mais media de uns dez mais ou menos  -
- Quantos anos você tem?  -
- Eu tenho dezoito -
- Dezoito anos, relativamente nova  -
- É, mais ou menos não se tem muita idade pra isso  -
- Você tem dezoito anos, ja transou com dez caras, existe padrões assim, você pode ser julgada por X, Y  -
- Não, é puta  -
- É isso que eu gostaria de saber, qual a sua percepção disso?  -
- A minha percepção é que o pessoal ainda esta muito fechado, não hoje em dia, sabe? porque meus amigos ja não vem isso como "óh, você transou com dez meninos?"  -
- Ah, saquei. Você esta em um ciclo social que tem a cabeça, tipo mais aberta.  -
- Sim, por exemplo vou falar da minha família. Isso pra minha família é um cumulo, sou a maior puta e galinha da família, sabe?  -
- E você tem algum padrão de escolha?  -
- Não, eu não ligo muito para padrões não, eu cago e ando pra isso, sabe? O que importa é que eu to gostando; Sentei, gostei, legal se eu to feliz, foda-se.  -
- Entendo, consigo entender perfeitamente seu ponto de vista em relação a isso, então pra você a vida sexual de uma pessoa não define carater?  -
- Claro que não, gente. Móh gostosinho o negocio ta ali só pra dar prazer, pra que vai ter vergonha gente? -
- Saquei, saquei. Qual o seu nome por gentileza? -
- Ayumi  -
- Obrigado pela entrevista Ayumi, aqui esta nosso contato, você estara recebendo uma quantidade de Ryous em casa devido a entrevista  -
- Eu que agradeço  -

Gente, eu tava chocado, serio. Como diabos mandam uma criança fazer uma entrevista daquelas? foi então que uma das pessoas da equipe apareceu correndo falando sobre eu não fazer a entrevista, pois haviam me entregado os papeis errado, que os meus eram para entrevistar estudantes de academia que gostariam de ser ninjas, eu continuava chocado, entreguei a entrevista em escrito para ele e que se surpreendeu ao ler, me entregou um pergaminho de conclusão e pediu para mim ir atras dos Ryous no quadro de missões, ao chegar, entreguei o pergaminho e recebi os ryous indo para casa.

HP: 11/11  - CH: 15/15 - ST: 07/07

------

Ficha
Odin
O Criador
O Criador
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 28.12.18 22:26
@ 30 de experiência adquirida & 10 mil ryous.
Rumpelstiltskin
Genin
Genin
Vila Vila : Fogo
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 29.12.18 23:35


D

Após lidar com os bandidos resolvi botar a cabeça no lugar, fui ao quadro de missões e escolhi uma missão de rank mais baixo, pois eu conseguiria pensar mais na palavra união e da forma que ela era usada no nome da vila, havia um pouco de lixo espalhado pela vila e resolvi pegar a missão simples que pedia para limpar a mesma, parecia ridiculo e que aquela missão não ajudaria em meu desenvolvimento e de fato, não iria ajudar, mas o desenvolvimento que eu mais queria no momento era o desenvolvimento mental, tentar entender como as coisas se encaixavam e como as coisas de fato eram, me perguntava tambem como seria a proxima missão rank C e quantas pessoas  mais eu teria que matar para que a palavra união fosse usada da forma correta.

Caminhei pela vila segurando aquela vassoura de palha, era pequena e adaptada a minha altura, recolhia o lixo tranquilamente naquela região, haviam me dado alguns sacos de lixo, recolhi-os para dentro dos sacos, conforme trabalhava fazia pequenos sons com a boca que lembrava muito os acordes da musica que eu havia composto era mais ou menos assim a quarta, a quinta,  a maior cai e a menos ascende e o uchiha perplexo compõe aleluias.

Não chovia; mas o tempo estava carregado e sombrio, tinha o céu cor acinzentada e do lado do poente linhas negras e continuas denunciavam trovoada talvez para
a tarde. Era o local, além disso, tristonho. Enfileiravam-se numa grande área, pés de milho já pendoados, dentre os quais surgiam possantes madeiros de tronco rugoso e galhada completamente despida de ramagem, uns, da base à extrema ponta, lugubremente enegrecidos pelo fogo lançado antes da sementeira; outros perdidas todas as folhas em consequência da incisão profunda e circular com que o machado impedira a ascensão da selva. Esses quedavam vivos mas de uma vida latente e esmorecida, denunciada por entanguidos brotos no mais alto do tope. Passei a catar algumas folhas das arvores com as mãos, olhava para o céu e me perguntava quando o sol iria aparecer, quando que haveria a paz e união de verdade? sinto meu rosto molhar, mas quem dera que fosse a chuva, sequei as lagrimas na manga de minha blusa e continuei a recolher as folhas no chão, o milharal soltava muitas folhas, o que atraia insetos para cá, aquilo prejudicava a plantação, após recolher todas elas, coloquei-as no saco de pano que haviam me entregado, após isso, retornei para o quadro de missões.

Estava com Saudade de Derek, desde que ambos nos tornamos genin, ficou muito difícil de pararmos para conversar, esperava que as coisas pudessem melhorar, eu se quer havia dito ao mesmo que ja possuía o sharingan, pois realmente não estava dando muito tempo para isso, não demorou muito para chegar ao quadro de missões, entreguei o saco de lixo e peguei a quantidade de moedas prometidas na missão, não eram muitas, mas deu o suficiente para guardar e suficiente para comprar uma flor para mamãe, sabia que a mesma iria gostar de receber flores novamente.

HP: 11/11  - CH: 15/15 - ST: 07/07

------

Ficha
Rumpelstiltskin
Genin
Genin
Vila Vila : Fogo
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 29.12.18 23:36


D

Após finalizar a limpeza da vila, estava passando em frente a uma casa, quando uma senhora parou-me pedindo ajuda, me levou para dentro da mesma e mostrou que seu marido estava muito doente precisando de ajuda com remédios, porem a mesma não podia sair do lado dele e não tinha ninguém para buscar os remédios que faltavam, logicamente e antes que ela pudesse pedir tomei a frente e disse que traria os remédios para ele, assim ela me entregou uma quantidade considerável de moedas e pediu para buscar os medicamentos, porem a farmácia da vila era extremamente longe de onde estávamos, falei que não me importava, pois era meu dever ninja cuidar de todas as pessoas existentes dentro da vila, todas as pessoas boas, pelo menos ela sorriu e agradeceu-me e logo parti em velocidade máxima em direção a farmácia, enquanto caminhava pensava nas ultima missões e nas coisas que estariam por vir, as dificuldades principalmente.

Eu precisava ficar mais forte, precisava, pois a união era falha e eu nunca sabia quando a vila poderia sofrer um ataque, logo, apenas me tornando forte conseguiria deixar de ser genin, conseguiria forjar meu corpo e mente para ajudar os civis, se fosse para e pensar no que era união, apenas um debate sobre o assunto com o líder da vila, faria-me entender o porque desse nome, e faria esse debate em qualquer dia desses, agora, eu tinha que me concentrar em chegar ao outro lado da vila para pegar os remédios do velho. A vila estava cheia, por onde passava podia ouvir sussurros e algumas coisas ditas sobre mim, não que eu fosse conhecido, mas acontece que a missão dos assaltantes havia muitas pessoas, muitas delas viram o que eu fiz e acreditam que elas me condenavam por protege-las? o ser humano é confuso, uma mulher inocente morreu naquele dia.

Seguir atentamente e tranquilamente para o local, consegui cortar caminho em um atalho e cheguei em menos tempo que havia previsto, peguei a lista de remédios e entreguei a ninja da farmácia a mesma entregou um pacote com diversos medicamentos e acabei voltando em direção a casa dos velinhos, entregaria os remédios e esperaria um pouco para ver se o senhorzinho iria melhorar, esperava que sim, pois aquilo iria sem duvidas alguma me deixar extremamente feliz e se eu estivesse feliz, conseguiria fazer qualquer coisa sem fazer perguntas, mesmo, que fosse missões de nivel superior a D.

Não demorou muito para que eu chegasse de volta, entrei correndo na casa e entreguei os remédios para a senhora, fomos juntos ao quarto, o senhor estava ardendo em febre um dos remédios foi ingerido e o outro colocado sobre a testa para diminuir sua temperatura, a velha me contou que ele  foi envenenado por um vizinho malfeitor, que agora, estava preso, mas seu marido corria alguns riscos de vida as vezes, entreguei mais remédios que  foram pedidos, visto que a mesma não podia sair dali, após a mesma entregar-me o chá e eu beber, percebemos que a febre havia passado e assim pude ir para  a sede dos uchiha

HP: 11/11  - CH: 15/15 - ST: 07/07

------

Ficha
Odin
O Criador
O Criador
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 30.12.18 0:45
@
30 de experiência adquirida e 10 mil ryous.
Rumpelstiltskin
Genin
Genin
Vila Vila : Fogo
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 30.12.18 2:35


D

Esse é um mundo dramático e não convencional. As ruas estão cheias de ciúmes, corrupções e fraquezas. As pessoas estão desesperadas, vivendo em uma realidade desesperada. O crime ronda cada beco sujo dessa vila imunda, fria e solitária. Não existem ninjas ou cidadãos bons ou ruins, existem apenas indivíduos cujos medos e angústias se escondem por trás da névoa que cobre a cidade inteira como um véu negro

E lá estava eu mais uma vez, vivendo no meio dessa escura depressão sem se dar conta de que sua realidade interior é exatamente igual aos males que o cerca. Nossa vítima. Não possui grandes ambições nem tem um passado de grandes traumas. É somente uma pessoa que sofre com a existência de dores que lhe atingem por todos os lados. Sozinho em uma cidade sombria, tenta se manter vivo embora não saiba o por quê; Estava frio aquela manha, o ar gelado batia atravessando as janelas e  trazendo ar gelível a minha pele, decidi então, sair um pouco para aquecer, estava caminhando pela vila, já um pouco aquecido, decidi pegar algumas missões para fazer, tinha uma sobre cuidar de crianças, essa era muito engraçada, visto que todos os genins atualmente eram crianças e botavam crianças para cuidar de outras, provavelmente estudantes ou algo do tipo, que doença era aquela? quem escreveu aquelas missões? sentia que meus pensamentos estavam mudando, minha mente passava a amadurecer ideias questionáveis que eu jamais pensava em ter, nesse momento, eu pensava em ser o líder da vila e mostrar aos civis dela, como que era uma união harmônica, pois percebia que era preciso isso, mas eu tinha que crescer muito na politica para dar inicio a minha carreira. O ultimo livro que eu li dizia sobre os tipos de politica e como ela começa, começa dentro de casa com a família, mas aquela lar destruível por ódio e ganancia levaria apenas a uma coisa se não sai-se de lá, destruição.

Decidi fazer aquela missão, pois gostaria de saber como eram famílias diferentes da minha e ao chegar na casa da mulher fui recebido extremamente bem por eles, ela me mostrou onde havia comida para mim e as crianças que tinham até cinco anos, disse que eu podia ficar a vontade e que a casa também era minha, ela não demorava a voltar, apenas iria no mercado e já voltava.  O ar ali dentro era diferente, não parecia ter abusividade e parecia uma familia feliz, brinquei um pouco com as crianças pude me sentir livre para cantar uma musica com elas, brincamos de roda e ensinei a brincarem de esconde-esconde, uma brincadeira que um contava até certo numero e tinha que procurar os outros, foi sem duvidas, um dos melhores dias que passei desde que me tornei um ninja, não demorou muito mesmo e a jovem mãe chegou, abraçou todos seus filhos e os beijou de forma igual, perguntei para mim mesmo o porque Jurema não podia ser daquela forma, a senhora, pediu perdão pela demora, entregou algumas moedas de ryous e me liberou para sair.


HP: 11/11  - CH: 15/15 - ST: 07/07

------

Ficha
Rumpelstiltskin
Genin
Genin
Vila Vila : Fogo
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 30.12.18 3:02


D

Estava passando pelo campo de treinamento, ouvi gritos e pedidos de ajuda, socorro e qualquer palavra com conotação igual ou semelhante a elas, rapidamente utilizei minha velocidade para ir em direção ao rio, um pequeno rio no campo de treinamento, apesar de pequeno era muito fundo e escuro, relatos de pessoas que se afogaram e não conseguiram mais voltar de lá eram varios, mas sinceramente, nunca me vi em uma situação de alguem se afogando lá, pareciam mais historias, mas não dessa vez. Cheguei e perguntei o que estava acontecendo e rapidamente me disseram sobre um garoto de cinco anos que foi empurrado acidentalmente para dentro do rio, pensando no mesmo e na segurança do civil, retirei minhas roupas, prendi a respiração e pulei rio a dentro para tentar resgata-lo.

Não era mentira, realmente o rio era fundo e escuro, eu tinha visão praticamente nula ali dentro e por mais que procurasse o jovem ali dentro por meios normais, não conseguia de jeito algum encontrar sua presença, não tinha outra escolha, tive que ativar o sharingan, aquela missão era fundamental e se eu perdesse mias tempo, mais água entraria nos pulmões do garoto, mais folego eu iria perder e ele poderia acabar morrendo, ativei o sharingan com o motivo único de que o mesmo me permitia ver o fluxo de chakra das pessoas, caso, eu olhasse na direção certa, iria notar seu fluxo de chakra e então conseguiria acha-lo com uma facilidade que não teira, se não fosse um uchiha, um prodígio para se dizer a verdade.

Mesmo com o sharingan ativo, encontrar o garoto estava dificil, nadei na maior velocidade que eu possuía para tentar encontra-lo mas foi em vão, foi então que ao girar o corpo pude notar o fluxo de chakra do mesmo quase se apagando ali; assim, utilizei minha velocidade máxima e agarrei o corpo, subi o mesmo para cima do rio e tirei da água, a pulsação do mesmo estava fraca e eu não sabia o que fazer, passei a pensar nas diversas possibilidades e a primeira foi fazer espiração boca-boca a fiz algumas vezes, porem, foi em vão comecei a socar seu peito com força, os pulmões estavam cheios de agua, isso prejudicava a tentativa de reanimação e tambem, eu estava longe de ser um aprendiz ou ter estudado alguma coisa sobre medicina, então, não conseguia fazer muita coisa, mas um dos socos que dei no peito do jovem, fez com que o mesmo cuspisse toda aquela quantidade enorme de agua.

Ele estava assustado e sinceramente, eu tambem, nessas horas pensei que mais um minuto, o jovem poderia ter morrido, visto que seu fluxo de chakra estava muito fraco, mas graças a não sei quem e a mim, ele conseguiu voltar a si e reviver, sua mãe me abraçou com força e pude sentir o amor que ela tinha por seu filho, sorri e disse que apenas fiz o que eu tinha que fazer, salvar vidas; pois esse era meu jeito ninja de ser.

Sharingan
Descrição: O Sharingan (写輪眼; Lit. "Olho Copiador Giratório") é um dōjutsu kekkei genkai, que aparece em alguns membros do clã Uchiha. Apesar de seus poderes serem vistos pela primeira vez em Kaguya Ōtsutsuki, com o Rinne Sharingan, sua verdadeira forma se manifestou pela primeira vez em Indra Ōtsutsuki, o ancestral mais antigo do clã Uchiha, e mais tarde veio a ser considerado como um dos Três Grandes Dōjutsu (三大瞳術, Sandai Dōjutsu; Literalmente significa "Três Grandes Técnicas Oculares"), juntamente com o Byakugan e o Rinnegan.
HP: 11/11  - CH: 15/14 - ST: 07/06

------

Ficha
Odin
O Criador
O Criador
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 30.12.18 14:48
@
30 de experiência adquirida & 10 mil ryous.
Rumpelstiltskin
Genin
Genin
Vila Vila : Fogo
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 31.12.18 0:01


D

Era cedo como sempre, já que levantava-se antes dos outros para evitar ter problemas na hora de sair de casa, no céu ainda brilhavam algumas estrelas pouco antes do sol começar a sair. O local onde sua cama ficava era separado dos outros, mas era de certa forma um benefício pra mim, pois havia uma espécie de abertura próxima, por onde podia escapar e entrar em casa sem que precisasse encarar meu pai. Aproveitando que por sorte haviam alguns arbustos frutíferos ali perto, avancei e peguei algumas frutas que comia rapidamente. Após terminar de comer, passei o antebraço direito na boca para limpá-la e sai para dar uma volta pela vila até o dia amanhecer.

Quando o sol resolveu dar suas caras, ainda andava pela vila, mas dessa vez fui na direção do quadro de missões. Consegui assim chegar ao Quadro de Missões rapidamente e antes que qualquer outro, o que facilitaria um bocado sua vida, já que poderia escolher a missão que quisesse. Não seria bom começar o dia com missões muito complicadas, portanto escolheria uma missão mais simples, e dentre ela uma lhe chamou a atenção, deveria recolher uma flor específica para produção de medicamentos da vila. Ultimamente tinha muito sentimentalismo pela vila, mesmo que eu notasse que para os outros a mesma era como uma ferramenta para atingir seus objetivos, mas não poderia deixar de ajudar, pois ninguém sabe como aquilo poderia prejudicá-lo no futuro.

Pegando o papel da missão e guardando comigo, segui em uma única direção, o centro da vila, pois precisava de mais informações para realizar a missão, já que eram raras as plantas e flores que eram cultivadas próximo união do fogo. Chegando ao centro da vila, haviam quatro instalações que se destacavam, o Gabinete do lider da vila, o Hospital, o Quartel General e a Torre do Quadro de Missões, seu destino era um destes prédios, o Hospital, e o caminho até o mesmo era perto, já que o fato desta construção estar próxima ao centro da vila era estratégica. Ao chegar no estabelecimento, fui seguido por olhares de reprovação e repulsa, mas ignorou-os totalmente, sentia que as pessoas tinham um pouco de medo de minha pessoa, me dirigi a uma mulher que estava no balcão, esta ja não lhe mandava tais olhares, sem perder tempo saquei o papel da missão e botei na mesa em frente a mesma. - Estou fazendo essa missão. Preciso logo dos detalhes para saber a planta certa. – Disparei sem sequer hesitar.

A mesma me deu as informações que eu queria, me entegou umas coordenadas e sai para fora do local, fui em direção as mesmas sem pensar muito a missão não parecia complicada, mesmo que fosse fora da vila e proximo aos portões, me perguntei o motivo de não mandarem um medico e lembrei que genins são escravos e fazem qualquer coisa por dinheiro, não demorou para encontrar a flor, seus detalhes coloridos chamavam a atenção, ao capturar a mesma diretamente pela raiz a lefvei entregando no hospital, estava concluido aquela bosta.



HP: 11/11  - CH: 15/15 - ST: 07/07

------

Ficha
Rumpelstiltskin
Genin
Genin
Vila Vila : Fogo
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 31.12.18 0:20


C

Um tênue cheiro de poeira invadia meu quarto, motivado por uma brisa que forçava a sua entrada através de uma janela ligeiramente aberta. Um aroma que qualquer habitante do país do fogo sentiria falta noutra nação. Despertei de um pensamento que o fez fitar a parede durante longos minutos, aproximei-me da janela, deixando o vento dançar entre os meus fios de cabelo. Abrindo o resto da janela, ainda de olhos fechados, inspirei fundo, mantendo o ar em meus pulmões o máximo de tempo possível. Abri minha visão e firmei as arvores no horizonte, expulsei tudo o que tinha num agradável suspiro. – Acho que esqueci o numero de missões que ja fiz. – Disse num tom confiante. Num rápido movimento, saltei para o parapeito da janela e, verificando que levava tudo comigo, saltei para o telhado da casa mais próxima. Esta era a forma que usava para sair de casa, todos os vizinhos Uchihas tinham boas relações e, mesmo que algum ladrão entrasse em casa, nada teria para roubar.

De fato, ainda era muito cedo e o cérebro ainda não conseguia processar todos os acontecimentos corretamente. Passado pouco tempo, cheguei finalmente ao meu destino. O centro da vila não ficava assim tão longe de de casa. No início da ponte, um grupo de adultos encontrava-se sentado numas pedras redondas, em volta de uma cortada de forma cilíndrica, fazendo de mesa. Bebiam café de uma caneca gigante e comiam carne estufada de uma travessa metálica. Parecia um pequeno-almoço demasiado pesado mas, de fato, o trabalho não iria ser muito fácil.

Da ponte, apenas restavam as duas cordas principais, que serviam de corrimão e estrutura. Faltavam todas as tábuas de madeira que compunham o chão do viaduto e reforçar grande parte do mesmo. – Hey, hey, hey, rapaz. – Disse uma voz grossa e rouca, vinda de uma silhueta que aparecia agora por trás de uma rocha grande, na periferia daquele penhasco. – O meu nome é Mario e sou o engenheiro responsável por essa obra. – Agora mais perto, era possível decifrar os traços do homem. De óculos redondos, um chapéu de palha, uma roupa larga, castanha escura e umas botas pretas, fazia sinal com a mão para mim e outros três colegas de igual graduação que agora encontravam-se ao seu lado. – Já sei que um colega de vocês não pode vir convosco, mas não se preocupem. Vocês devem bastar… O trabalho não é muito complicado. Só preciso que arranjem blocos de madeira da floresta mais perto. Os meus homens e eu ficamos para reforçar a estrutura para depois aplicar o chão. Depois disso, logo se vê. Se ainda não forem horas de acabar o serviço, pode ser que ainda nos ajudem a colocar essas mesmas madeiras. – Abanou o braço violentamente em direção a zona da floresta e acabou ali a apresentação da missão.

Dava a entender que aquilo tudo era para ser feito o mais rápido possível e os jovens compreenderam rápido a mensagem. Fui o primeiro a correr em direção ao destino, seguido mecanicamente por outro colega. Seu mais novo parceiro aproveitava aquele momento para dizer piadas sobre o engenheiro, relaxando bastante o ambiente de toda a tarefa. Mas eu permanecia irredutível. Chegando em um trecho, a dupla iniciou os trabalhos agarrando nos machados que tinham sido encarregados e começaram a atacar todas as árvores que apareceram na frente. Cada tacada era mais violenta que a anterior, e mais cansativa. Custava-se atirar a ferramenta em direção à árvore, aguentar o choque era ainda mais desgastante.

Um ângulo perfeito era necessário para a lâmina não ficar presa na madeira, para ser mais fácil continuar e repetir o movimento anterior. meu corpo brilhava, suor escorria-lhe pela face inteira. As veias estavam mais salientes devido ao esforço e pulsavam como se estivessem prestes a explodir. Dezenas de árvores deitavam-se no chão. Enquanto um tratava de separá-las da raiz, o outro cortava os troncos em pequenos blocos de madeira, com todas as medidas especificadas por Mario. Quando o trabalho começava a ficar cansativo, trocavam de posições, refrescando um pouco a mente com uma atividade diferente. Sem nunca pararem, a luz solar passou de um tom vivo e amarelado, para um calmo e alaranjado. Estiveram horas naquilo, horas de puro trabalho árduo. – Já chega! Já chega! – Gritoei, desarmando seu parceiro de começar uma série de machadadas numa nova árvore. – Já temos tudo o que precisamos. Vamos juntar metade destes blocos todos com esta corda e vamos ao encontro dos outros.


Finalmente! Já podiam sorrir. A felicidade apoderou-se deles como se nunca tivessem sido felizes antes. Já a caminho, transportar toda aquela madeira não era uma tarefa, de todo, fácil. Mas a dificuldade reduzida conferia uma satisfação tão grande, que era quase como se algo leve levassem consigo. – Sejam bem-vindos. Ia agora mesmo mandar alguém para ajudar vocês. – Disse o responsável, olhando-os de cima a baixo com ar de admiração. – Tenho que confessar que se comportaram melhor do que eu esperava. Até um adulto teria dificuldade em fazer esse trabalho. Os meus sinceros parabéns. – Antes que pudesse festejar, o engenheiro continuou logo a sua fala o mais rápido que conseguiu, atrapalhando-se um pouco nas palavras. – Ma- ma- mas ainda não acabou aqui. Só preciso que ajudem a colocar os blocos no local certo. Assim acabamos tudo hoje.


Só o fato de estarem livres de cortar as árvores já davam-lhe uma nova força para todo o resto, já que todo o resto parecia fácil em comparação. Assim, com toda esta energia, a colocação do novo chão não demorou muito tempo para ser concluída. Acumulei chakra em meus pés, meu colega caminhava em lados opostos da ponte, por cima de uma corda, sem perder o equilíbrio. Agarrando cada um uma ponta da madeira, caminhavam aos passos largos, largando os blocos no local ordenado. O peso, o equilíbrio necessário e o trabalho de equipe requeriam bastante concentração por parte de ambos. Os adultos faziam o mesmo trabalho em metade do tempo, mas nada que eu e meu companheiro devessemos se envergonhar. Estavam superando a expectativa de todos os presentes. – Hehehe. – Ria-se o velho, orgulhoso. – Não imaginam a emoção que eu tenho quando acabo um trabalho como esse e ainda por cima tão importante para a nossa vila. Estamos todos de parabéns, de coração. A união pode respirar fundo e com calma, o palácio do Kage encontra-se novamente acessível para toda a gente. Só tenho a desejar uma boa noite e depois tratamos de pagamentos. Descansem bem por que precisam, que eu também não movo mais um palito hoje. – Fitando a lua, os colegas de missão nem precisaram dizer nada um ao outro.

Acenando em tom de despedida, saltaram para caminhos diferentes, seguindo cada um para sua casa. Aquele dia serviria para relembrar de que o percurso que eles estavam prestes a seguir iria ser ainda mais difícil. Mas um caminho que honraria o seu País e todos os seus antepassados que lutaram pelo mesmo.


HP: 11/11  - CH: 15/15 - ST: 07/07

------

Ficha
Jin
Genin
Genin
Ficha Ficha : Uchiha Takashi .
Vila Vila : União do Fogo.
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 31.12.18 0:30
@. 45 de Exp. 10 Mil ryous.
Rumpelstiltskin
Genin
Genin
Vila Vila : Fogo
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 31.12.18 8:27


D

Caralho, aquele treino com Derek foi algo incrível, nunca pensei que chegaria a um nivel daquele de uma forma tão rápida assim, me sentia, como se fosse outra pessoa, o dia passou e não parei de pensar sobre as coisas que rolou no treino, logo de banha acordei, tomei banho e sai primeiro que todos, pois tinha uma missão para fazer, fui diretamente ao quadro de missões e li com tranquilidade todas elas, uma mais exata me chamou atenção, pois eu tinha que ajudar um rapaz que perdeu as alianças de seu casamento, o mesmo tinha dinheiro para comprar outra, mas aquelas eram especiais, pois vinham na família por gerações.

Parecia uma missão fútil, mas não era, eu ia ajudar um casal a estar juntos um com o outro, serem felizes um com o outro e aquilo fazia grande parte do ódio que eu possui-a no momento se esvair, se eu, estivesse em sã consciência e praticando o bem para com as pessoas, não sentia raiva ou ódio, mas era só eu sentir uma leve diferencia em meu humor que eu sentia um odio enorme daquilo que era chamado de união do fogo, mas, não era assunto para o momento.

O jovem disse que guardara as alianças dentro de um saquinho dourado, o saquinho caiu dentro do rio e consequentemente as alianças caíram junto e assim, fui em direção ao campo de treinamento, ao chegar fui logo retirando as roupas e me joguei dentro do rio, me perguntei com toda a sinceridade do mundo, como podia o saquinho ter caido ali dentro, ele estava jogando pra cima ou fazendo alguma coisa do tipo? pois era um absurdo ele deixar algo tão valioso assim dse perder do nada, respirei fundo e prendi a respiração, estava na hora de dar um longo mergulho..

E foi o que fiz, mergulhei e passei a nadar debaixo d'agua, queria muito agora ser hibrido anfíbio de algum bicho, pois conseguiria me manter dentro da água por mais tempo e conseguiria procurar com mais facilidade, mantive-me procurando e subindo para recuperar folego as vezes até que em um certo momento, vi de bastante longe preso perto das algas uma bolsinha dourada e eu sabia exatamente que era ela, visto que combinava muito com os detalhes passados pelo jovem, utilizei minha velocidade e fui em direção a pequena bolsa e não demorou para chegar e conseguir pega-la.

Após pegar a bolsinha com as duas joias, utilizei minha velocidade para sair da água, ao chegar na superficial verifiquei a bolsa e vi as duas alianças completamente intactas, me vesti com tranquilidade e após isso, resolvi ir direto até o mesmo para entrega-lo, sua casa não era muito longe dali e ao chegar percebi que não tinha ninguem, quando a vizinha falou que o mesmo tinha ido para o casamento, fui rapidamente em direção ao local de onde a cerimonia seria feita e ao chegar, estavam prestes a trocar alianças, alianças que ele não possuia, então, fui lá e entreguei a ele, após isso, voltei ao quadro de missões e peguei meus ryous.


HP: 11/11  - CH: 15/15 - ST: 07/07
[/quote]

------

Ficha
Rumpelstiltskin
Genin
Genin
Vila Vila : Fogo
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 01.01.19 6:51


D

Não importava se era ou não o primeiro dia do ano, era um dia normal, continuaria sendo um dia normal onde eu iria trabalhar de forma árdua em meu crescimento, estava guardando o dinheiro das missões para ir embora de casa com Derek, não que eu não gostasse de morar dentro da Sede dos uchihas, mas sim pelo fato das coisas em casa não serem as melhores. Como se costume, resolvi sair mais cedo que o normal, fui em direção ao quadro de missões e após folhar a longa lista de missões rank D cheguei a conclusão de que não tinha uma que me agradava, quando uma pequena criança chegou correndo com um saco de Moedas, pediu para que alguém o ajudasse a encontrar seu animalzinho, aquilo me chocou, pois nunca pude ter um animal, pedi as características do animal para o garoto e pedi para que ele ficasse ali, pois, voltaria com seu cachorro chamado Tama.

Pelas características que ele havia me dado, Tama era um cachorro extremamente feio e um pouco acima do peso, mas ele o amava muito, com aquelas características, talvez não fosse difícil encontrar o cão, mas iria procurar inicialmente próximo casa do garoto, apesar que, um cão inteligente sempre marca os lugares para voltar para a casa depois. Então me manter ali por perto não era errado, era mais que o certo a se fazer, logo, continuei.

Após um tempo procurando o animal, me veio a cabeça do dia que levei um gato para casa e o modo que meu pai não deixou eu ficar com ele, não amava aquele gato, obvio, mas ele era puro e ajudaria eu a me sentir menos sozinhos, mas em sua ignorância, o animal faria com que eu fosse um ninja fraco, não discuti, apenas aceitei aquele argumento bosta e segurei-me para não fazer alguma coisa.

Suspirei com frieza, procurar o animal estava sendo cansativo, pois ainda era de madrugada e sua pelagem escura fazia com que o mesmo ficasse praticamente invisivel, assim, decidi apelas para o sharingan, pois se visse seu fluxo de chakra conseguiria chegar ao mesmo com facilidade, após mais algum tempo, realmente deu certo e consegui ter visão do mesmo, mas notei que ele se afastava conforme eu corria em sua direção, tive que ter uma agilidade gigante para conseguir chegar a ele de modo furtivo, consegui agarrar o rabo do cão e puxei tama para mim, uma leve mordida fora dada, mas consegui segurar a corrente em seu pescoço.

Após isso fui levando o mesmo em direção ao dono, pensando pra que servia o sharingan de fato, até o momento nenhum poder ou coisa foi feita de forma util com ele, apenas ver o fluxo de chakra do oponente, claro, que eu poderia ver o fluxo de chakra e saber quando um jutsu ia se moldar, mas até o momento aquilo não aconteceu, pois bem, cheguei ao quadro de missões e fui em direção ao garoto entregando o cão para ele, ele me entregou as moedas e fui catar alguma outra missão, aproveitando que estava amanhecendo.


HP: 11/11  - CH: 15/15 - ST: 07/07


------

Ficha
Rumpelstiltskin
Genin
Genin
Vila Vila : Fogo
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 01.01.19 7:43


C
Após o termino da minha missão, resolvi voltar para casa, pois gostaria de comer alguma coisa, estava com um sorriso imenso no rosto, meu sorriso se desfez assim que passei pela porta, meus pais estavam brigando por algum motivo futil e despercebidamente fui para o meu quarto, sai apenas para jantar e tomar um belo banho, depois retornei ao meu porto seguro e fiquei admirando minha bandana enquanto pensava o que faria a seguir, o que não era muito difícil, faria missões para ganhar mais experiência e ajudar a vila. Aos poucos fui adormecendo ainda com a bandana em minhas mãos.

Acordei logo cedo, minutos depois do Sol nascer, tratei de me vestir rapidamente para começar logo aquele dia. Fui para a cozinha, a mesa posta dizia que meus pais ja haviam acordado, não demorando muito para eu ouvir a voz de minha mãe, ela parecia estar de bom humor pelo seu tom. - Bom dia meu filho lindo, como estão as missões? - respondi que estavam bem, que eu tinha quase cem mil ryous guardado, meu pai perguntou o que eu faria com o dinheiro, mas resolvi não responder a verdade, assim, após tomar o café da manha sai em direção ao quadro de missões

Corri até o local onde normalmente eram entregues as missões, vi muitos times saindo de lá e por um instante senti inveja, queria muito ter um time, mas por enquanto era somente eu. Adentrei no recinto e pedi por uma missão, recebi um olhar de cima a baixo como se me avaliasse, e foi entregue-me um papel. Tratei de lê-lo com cautela enquanto deixava o lugar após uma curta reverência. Era uma missão bem simples. Cuidar de uma floricultura até a dona voltar. Caminhei com passos rápidos até o local da missão e fui recebida com um lindo e gentil sorriso no instante em que passei pela porta. -Bom dia mocinho, o que deseja? mais uma flor para sua mãe?- Disse a moça com um belo sorriso.Corei, seu sorriso era lindo e um dos motivos pelo qual eu passava ali todos os dias, ela tinha praticamente a mesma idade que eu, mas sua mãe era quem dona da loja, porem a deixava as vezes, a missão foi solicitada, pois ela tinha uma missão importante com seu time e não poderia ficar hoje -Ah, eu vim ajudar. Aceitei a missão de cuidar daqui…-Falei me aproximando e mostrando o papel que continha a missão. -Ah claro, muito obrigada. Eu ja não sabia mais o que fazer sem alguém, estava até pensando em deixar a loja fechada por hoje. Que bom que você veio. Sabe, muitos jovens hoje em dia prefere coisas mais emocionantes, missões perigosas, então achei que ninguém iria me ajudar, fico feliz em ver que alguém quis me ajudar.- Falou a menina enquanto tirava o avental e passava para mim.

-Bem eu não escolhi a missão...mas eu não ligo muito, eu só quero ajudar. Independente de quem for. Mas aceitei na hora, pois eu queria passar aqui para vê-la hoje….- Falei enquanto colocava o avental e me posicionava no lugar que antes a menina chamada Mei ocupava.

Ela apenas sorriu após minha frase e me passou alguns detalhes da loja, falou que no balcão havia um caderninho onde estava escrito as tarefas diárias além de atender clientes e também havia um outro caderninho contendo informações das flores com fotos para identifica-las. Mal sabia que aquilo seria útil pelo resto do dia inteiro, pensava que conhecia flores mas estava extremamente errado.

O dia passou realmente rápido, de início estava bem movimentada a loja, mas conforme as horas foram passando ele foi diminuindo até somente vir uma pessoa a cada meia-hora ou uma hora. Limpei um pouco a loja e reguei as flores além de atender os clientes. Quando vi ja era hora de fechar e a menina havia chegado, perguntou como foi o dia e então lhe contei da senhora que quis discutir sobre flores e que tinha certeza que uma margarida era um girassol, teve muitas situações engraçadas e outras nem tanto. Contei também que uma criança quase derrubou uns vasos e a mãe quis brigar comigo por deixar em um local de fácil acesso para crianças. Entre outras histórias.

No momento em que eu iria me afastar para sair do local, fui surpreendido por dois caras, os mesmo entraram com violencia dentro da loja, retiraram kunais de suas bolsas e apontaram para mim e para a garota, eram velhos, deviam ter em torno de dezoito anos ou mais, anunciaram o assalto e pediram para entregar tudo, Mei começou a chorar e demonstrou que mesmo estando em um time a mesma não havia passado por uma situação como aquela e obrigatoriamente eu, sendo responsavel por aquela loja, durante aquele dia não poderia deixar os bandidos levarem o dinheiro da garota, saquei uma kunai e joguei em direção a kunai de ambos, fazendo com que elas cai-sem e agora desarmados, corri em suas direções desferindo um chute com os dois pés no peito do maior que caiu ao chão, logo Mei percebeu o que estava acontecendo e moveu-se em velocidade media, era lerda comparada a mim, tentou golpear o assaltante com uma kunai, porem o mesmo arrancou a kunai da moça e fincou em seu ombro, naquele momento fui tomado por uma raiva, uma raiva tão grande que lembrou muito meu despertar do sharingan, nesse momento o sharingan ja estava em meus olhos e utilizei minha velocidade junto ao Sunshin para aparecer abaixo do homem e cortar sua garganta, ele junto com seu companheiro começavam a sair para fora do local, porem utilizei minha velocidade e golpe-i o outro novamente o desmaiando, aquele com a garganta cortava estava caído fora da loja e engasgando-se com o próprio sangue. Fui até Mei, a linda menina estava bem, a kunai pegou apenas de raspão em seu ombro, ela disse que eu havia visto coisas erradas, mas me agradeceu por tudo, o assalto as lojas da união estavam ficando mais intensos, alguem tinha que fazer alguma coisa.

Entreguei o avental e voltei para o local onde havia pego a missão, já havia escurecido mas tinha certeza que meus pais não se importariam muito com minha ausência. Suspirei após pegar minha recompensa. Bem, voltei para casa e entrei silenciosamente. Suspirei novamente enquanto entrava em meu quarto e guardava o dinheiro num local secreto. Depois de um belo banho, fui deitar na cama, me preocupava muito com o que aconteceu com Mei, imagina se ela morresse? eu precisava conversar com o lider da vila.


Sharingan
Descrição: O Sharingan (写輪眼; Lit. "Olho Copiador Giratório") é um dōjutsu kekkei genkai, que aparece em alguns membros do clã Uchiha. Apesar de seus poderes serem vistos pela primeira vez em Kaguya Ōtsutsuki, com o Rinne Sharingan, sua verdadeira forma se manifestou pela primeira vez em Indra Ōtsutsuki, o ancestral mais antigo do clã Uchiha, e mais tarde veio a ser considerado como um dos Três Grandes Dōjutsu (三大瞳術, Sandai Dōjutsu; Literalmente significa "Três Grandes Técnicas Oculares"), juntamente com o Byakugan e o Rinnegan.

Shunshin no Jutsu
Rank: D
Descrição: A Técnica de Cintilação Corporal é uma técnica de movimento em alta velocidade, permitindo que um ninja mova-se de uma curta para uma longa distância a uma velocidade quase indetectável. Para um observador, ele aparece como se o usuário tivesse teletransportado. Uma baforada de fumaça é ocasionalmente usada para disfarçar os movimentos do usuário. Ela é realizada usando chakra para vitalizar temporariamente o corpo e se mover em velocidades extremas. A quantidade de chakra necessária depende da distância total e elevação entre o usuário e o destinatário.

HP: 11/11  - CH: 15/13 - ST: 01/07


------

Ficha
Illyasviel
Administrador
Administrador
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 01.01.19 10:46
Aprovado
+60 EXP
+ 20K

------

Rumpelstiltskin
Genin
Genin
Vila Vila : Fogo
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 04.01.19 16:54


D
Passei uns dias sem realizar missões, pois precisavam de um tempo para colocar as ideias no lugar e realmente deu certo, pois eu consegui pensar que mesmo se tratando de uma união, existia pessoas ruins dentro da vila e que pessoas ruins deviam ser apagadas da historia, mesmo que tivessem filhos e familia, elas, realmente não deveriam exsitir e assim eu iria fazer dali pra frente, fui chamado em especial para uma missão, o passaro pousou na janela e fez barulho, assim fui logo abrindo a janela e desenrolando o pergaminho, me dirigi em direção ao quadro de missões, como pedido.

Não demorou para chegar ao quadro, foi bem rápido até, visto que minha velocidade havia sido aumentada ao decorrer dos treinos que eu havia executado, ao chegar ali, fui logo levado a uma sala, o superior entregou uma missão que eu teria que acabar com uma infestação de ratos que estava causando doenças e acabando com a vida dos moradores da vila, não pastejei e nem perguntei nada, apenas sai de lá e fui em direção ao local onde a missão seria executada, ao chegar notei uma enxurrada de ratos, era tanto rato que sinceramente me deu vontade de vomitar, havia centenas deles em diversos cantos, se eu deixa-se aquilo se espalhar muito iria ser catastrófico na vila, causar doenças, pestes, faltaria comida e poderia deixar a vila em extinção completa.

Não tinha nenhuma grande alternativa, não iria sair jogando kunais ou selos bombas ali, pois a movimentação deles era super rapida e conseguiriam fugir com facilidade, tinha apenas uma coisa a se fazer e eu faria aquilo com maior orgulho do mundo, pois estaria salvando a vila agora e tambem no futuro, era uma missão simples, mas com uma responsabilidade jamais vista antes, suspirei fundo e me concentrei.

Selos foram feitos: Cobra → Carneiro → Macaco → Javali → Cavalo → Tigre - amasse meu chakra dentro de mim e o converti em natureza de fogo, em seguida, o expulsei da boca. O fogo expelido tomou a forma de um lança-chamas e foi queimando os ratos em velocidade surpreendente, conforme eu girava a cabeça os ratos que tentavam escapar acabavam sendo queimados, um ou dois escapavam, mas não tinha problemas, pois seus corpos pegando fogo, fariam com que não fossem longe, podia ouvir gritos de dor vindo desses pequenos animais nojentos, mas tudo era pelo bem da humanidade, aquelas pragas estavam causando muita destruição e doença, não podia permitir que se espalhassem mais.

Após matar toda as centenas de ratos ali, voltava em direção ao quadro de missões e ao chegar perguntaram sobre a dificuldade, olhei e disse que não havia nenhuma, visto que precisei apenas executar um jutsu de Katon, me olharam e perguntaram como eu sabia Katon e disse que um Uchiha sabe de tudo, apenas riram me entregaram outra missão e disseram para mim ficar esperto em relação a algumas coisas, pois Uchihas eram muito procurados para missões não oficiais, nesse momento, cheguei a conclusão de que minha primeira missão rank C ao cair da madrugada não foi oficial.

Katon: Gōkakyū no Jutsu
Rank: C
Requerimentos:
Descrição: Uma técnica onde chakra é amassado dentro do corpo, transformado em fogo e expulso da boca ou como uma esfera maciça de fogo que ruge ou como um lança-chamas contínuo. O alcance do ataque é alterado através do controle do volume de chakra que está reunido. As chamas lançadas vão engolir o seu alvo, e deixar uma cratera na superfície da terra. Esta técnica, aparentemente, exige mais do que as reservas chakra média e dificilmente um genin é capaz de faze-la. O Clã Uchiha também usa esta técnica como um rito de "maioridade" e, como tal, era uma técnica comum e uma das mais favorecidas entre eles.

HP: 11/11  - CH: 15/13 - ST: 01/07


------

Ficha
Rumpelstiltskin
Genin
Genin
Vila Vila : Fogo
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 04.01.19 17:51


D

A outra missão, eu teria que ajudar na construção de um prédio, um prédio importante dentro da vila e aquilo parecia fácil até então, fui em direção ao local onde o prédio estava sendo feito, havia faltado trabalhadores e alguns grupos. Primeiramente o rapaz pediu para mim fazer um pouco de cimento, pois estava terminando e precisavam de mais, mandou que eu usasse um saco de cimento, areia e um pouco de água e ficasse ali mexendo durante durante um tempo, fiquei a mexer durante um tempo até que virasse algo mais consistente, após isso o mesmo fez um sinal para colocar no carrinho e levar até ele, utilizei a pá para colocar o cimento no carrinho e fui em sua direção e despejei no local indicado.

Após isso ele pediu para repetir aquilo até que trouxesse todo o cimento para mais perto, então, acabei fazendo sem usar nenhum tipo de questionamento, fiz aquela viagem de ida e volta seis vezes seguidas até que consegui levar todo o cimento para o outro lado, após isso, ele passou a me ensinar a assentar os tijolos e como aquilo deveria ser feito com total cuidado, pois um movimento em falso poderia deixar o prédio completamente torto o que podia causar uma queda depois, fiz algumas vezes e até ganhei um elogio, após isso, notaram que os tijolos estavam terminando e pediram para que eu buscasse mais.

Desci a rampa com cuidado, coloquei dezenas de tijolos no carrinho e subi novamente, após isso, fiz o trabalho mais algumas vezes até conseguir subir cerca de uma centena de tijolos, um numero bom o suficiente, pois duaria o resto do trabalho todo, após isso, resolvi fazer mais cimento e com aptidão ao trabalho conclui e levei o cimento feito para cima, fiz mais algumas coisas até ser dispensado do trampo.

Após isso, fui em direção ao quadro de missões com o carimbo do chefe do trabalho, eu teria que utiliza-lo para pegar os ryous da missão e assim fiz, após pegar os ryous fui em direção ao trabalhadores, levei umas garrafas d'agua e algumas coisas para que eles pudessem se alimentar, após comermos e bebermos, me agradeceram e disseram que eu seria um grande construtor, mas apenas fiz que negativo com a cabeça e ri enquanto me afastava, fui em direção casa e lembrei do meu sonho de ser artista de rua e não ninja e como aquilo mexia muito comigo, a construção tambem não deixava de ser uma arte, pois como o construtor disse, um tijolo posto de forma torta mexia com toda a estrutura do predio, pensei naquelas coisas por mais um tempo até que fui tomar banho e voltei para a cama.

Fiquei a pensar se algum dia conseguiria ser um tipo de artista, se um dia eu poderia utilizar ninjutsu de uma forma diferente, aumentar o conhecimento ninja que eu possuia a um ponto que eu conseguia ser um artista e ninja ao mesmo tempo, ficaria extremamente feliz se um dia conseguisse esse feito.



HP: 11/11  - CH: 15/15 - ST: 00/07


------

Ficha
Odin
O Criador
O Criador
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 05.01.19 0:11
AVALIAÇÃO


—— Pragas & Construção, Rank D, atendeu todos os quatro pontos desejados, conseguindo criar uma narrativa objetiva e fluída.

Comentários: Pecou um pouco na gramática/ortografia, mas nada comprometedor.

Recompensas: 30 de experiência & 10 mil ryous.

Rumpelstiltskin
Genin
Genin
Vila Vila : Fogo
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 06.01.19 20:43


D

Tive um incrivel treinamento com um rapaz de um clã distinto chamado Uzumaki, não sabia suas verdadeiras habilidades, mas notei que o mesmo disse que meus olhos tinham dois tomoes, eu havia conseguido evoluir meu sharingan a um novo nivel, aquilo, faria com que eu fosse extremamente mais forte, mas agora, eu tinha que controlar mais meu chakra pra afins de gastar menos durante a batalha ou até mesmo não gastar nenhum chakra enquanto mantenho o sharingan ativo, por mais que parecesse dificil, não custava de fato tentar aquilo. Após me recuperar do intenso treinamento que tive com o Uzumaki, sai em direção a missões, fui rapidamente ao quadro, ao chegar peguei dois pergaminhos e sai sem ser visto, uma das missões era ter que vigiar uma casa, casa de um dos grandes lideres da vila e assim sai de minha zona de conforto e dirigi-me para a tal grande casa.

Não demorou muito para chegar a mesma, estava sozinho e adentrei aos cômodos de forma tranquila, como se nada tivesse ali e realmente não tinha, de fato era apenas uma casa vazia onde eu ficaria o tempo todo parado, sentado na frente da casa, fiquei ali parado durante bastante tempo quando derrepente ouvir um barulho, levantei e fui olhar era umas crianças mexendo na casa tentando arrombar a mesma, um total de cinco crianças, utilizei minha velocidade e nocautei uma por uma, afastei seus corpos e amarrei eles com fio de Nylon, após acordaram, fiquei a olhar aquelas crianças, fiz perguntas sobre quem mandou eles, mas nada me responderam, apenas que acharam a casa bonita para se divertir, falei que estava de guarda e era a casa de um dos lideres e por muito pouco não os matei, todos eles, ficaram abismados com aquilo e disseram que não fariam mais, achei aquilo um cumulo.

Após umas horas esperando e vigiando, nada mais acontecia, ninguém aparecia, logo algumas horas fiz a ronda por volta da casa e também pelos cômodos novamente, nada foi encontrado até que os donos resolveram voltar, me entregaram algumas coisas, uns documentos que seriam assinados no quadro de missões e pediram para leva-los urgente, eu iria fazer a outra missão antes mas não pude, tive que ir e ao chegar ao quadro de missões entreguei os documentos, peguei a assinatura e assinei o termino da missão, após isso, abri o pergaminho seguinte e li com atenção, teria que ajudar um garoto na academia ninja em um treino tático, voltando as raízes, fui em direção a academia pensando em como agiria durante esse treino, infelizmente para mim, me julgava ser um péssimo professor e contudo teria que ajudar de alguma forma, passei na frente da casa novamente e fiz um sinal com os dedos dizendo que tinha finalizado o trabalho, fui chamado para um chá com bolachas que foi extremamente bom e sem muitos desvaneios, toquei com um dos lideres sobre a palavra união, ele contou-me que as coisas se ajeitariam quando fosse feita a reforma politica dentro da vila, fiquei feliz e sai.


HP: 10/10  - CH: 18/18 - ST: 00/09


------

Ficha
Rumpelstiltskin
Genin
Genin
Vila Vila : Fogo
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 06.01.19 20:58


D

Caminhava em direção a academia, pensei em como treinaria o garoto e fiz alguns tópicos para tomar conta do treinamento, primeiro faríamos um treino de shurikenjutsu, depois um treino de ninjutsu e por fim uma pequena e rápida luta. Não tinha formas de dar errado, né? mantive a constante ideia de treina-lo não apenas uma vez e sim mais vezes, pois conseguiria manter um treinamento mais efetivo e talvez tornar o mesmo um prodigio no proximo ano de academia, não demorou muito para chegar, pedi desculpa pelo atraso e falei da minha ultima missão, pude notar a empolgação do mesmo.

Começamos com Shurikenjutsu, atirei kunais e shurikens de forma certeira em uma distancia consideravel, o mesmo repetiu o movimento de forma tranquila, porem errou os alvos, dei uma risada e falei que era assim mesmo, após isso demonstrei mais algumas vezes a forma certa que a curvatura do ombro e pulso deviam fazer e apontei para que o mesmo tentasse, dessa vez, fez com um pouco mais de exito, diminui a velocidade em que jogava a shuriken para que o mesmo pudesse analisar melhor e em sua ultima tentativa conseguiu exacutar um movimento quase perfeito, dei os parabens a ele e disse que com treinamento a mais na arte o mesmo seria otimo com armas.

Após isso, passei a treina-lo com henge no jutsu, pois o mesmo disse que a prova seria sobre tal arte ele era péssimo nisso, lembrei de um conto que li uma vez sobre o ninja que não sabia utilizar henge no jutsu, fiz uma demonstração me transformando nele e ele ficou impressionado dizendo que parecia um espelho, falei para tentar se transformar em mim, mas o mesmo tinha um problema em executar o selo certo e entendi o porque, demonstrei os selos a ele e ele executou e após isso se mostrou incrivelmente inteligente em ninjutsu básico.

Após isso fariamos uma luta de taijutsu, pedi para que o mesmo viesse em minha direção, ele veio tentando me atacar e utilizei o peso do seu corpo para faze-lo cair ao chão, ele perguntou como eu fiz aquilo e afirmei que era uma tatica simples e que ele atacava meio que de forma despreparada e sem pensar, por esse motivo conseguia ler seus movimentos e saber exatamente a força de seus golpes, ele se impressionou bastante e passou a pensar mais durante os proximos golpes, acertei um forte golpe em seu peito e ele no chão tentou me derrubar com as pernas, por pouco, não conseguiria, se sua velocidade fosse um pouco maior talvez, finalizamos o treino quando ele conseguiu me acertar um golpe, após isso, dei um sorriso para o mesmo e disse que iria em sua formatura, pois realmente iria, visto que dali em diante ele era praticamente meu aluno, né?

Sai da academia, fui ao quadro de missões e enteguei os pergaminhos concluidos, após isso, decidi que iria para casa, pois estava meio cansado naquele dia, não estava completamente recuperado do confronto com o uzumaki.

HP: 10/10  - CH: 18/18 - ST: 00/09


------

Ficha
Odin
O Criador
O Criador
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 07.01.19 4:02
@
30 de experiência adquirida & 10 mil ryous.
Rumpelstiltskin
Genin
Genin
Vila Vila : Fogo
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 07.01.19 19:20


D

Passei no quadro de missões como de costume, catei uma missão um pouco simples para ser exato, pois pensava em fazer uma missão de Rank C durante a madrugada, logo a missão do momento tratava-se de organizar uma casa para uma festa de aniversario, eu não era nenhum designer, por sorte teria alguém que apenas nos mandaria a fazer as coisas, ficaria mais facil conseguir de fato organizar e terminar a missão, pensei em como Derek estava, como estava suas missões ou como estava sua evolução ninja, queria muito lutar contra o mesmo novamente e mostrar a evolução do meu sharingan, meus jutsus de Katon e saber se ele estava conseguindo controlar seu chakra e usar os Genjutsus que queria, mas aquilo, não era o foco principal do momento.

Passei na frente da floricultura e vi Mei atendendo um cliente, entrei e esperei um tempo até que ela estivesse sozinha e com isso, entrei e comprei uma rosa, ela perguntou se era para minha mãe e eu disse que ela para ela, ela sorriu e antes que pudesse dizer alguma coisa, utilizei minha velocidade para sair do local, após isso mantive-me indo em direção ao local da festa e não demorou para chegar.

Ao chegar no local, percebi que estava uma certa bagunça, primeiramente o organizador pediu para dar uma limpada nos papeis que estavam sobrando pelo chão e fiz com tranquilidade, pois não era um trabalho dificil, após isso, mandou-me encher alguns balões, cem balões para serem exatos os primeiros foram faceis, mas ao decorrer do tempo, ja estava ficando sem tempo que tive que utilizar um pouco de chakra para conseguir encher com mais tranquilidade, demorou mais ou menos uma hora para encher os balões por completo, após isso pediu para mim descansar o folego.

Uns minutos passaram e foi pedido para pendurar os balões de forma estrategia pelo salão, concentrei chakra na sola dos pes que me permitiu subir na parede sem as mãos, após conseguir subir, utilizei uma fita com cola para prender os balões pelo grande salão, havia uma quantidade imensa deles, visto que outras pessoas também já haviam enchido, após um tempo pendurando consegui terminar o serviço, o mesmo deu um sorriso para mim pedindo para descer, desci e novamente foi pedido para que eu descansasse um pouco, visto que parecia cansado, após descansar foi pedido para pendenduar algumas faixas pela casa.

Comecei a pendurar de forma tranquila e objetiva, mirando lugares que o organizador havia pedido, a o salão havia ganhado cores que não tinha antes, até preferia o salão enfeitado, pois dava um ar mais vivo ao local que antes tinha parece e ambiente um pouco sombrio, ao terminar minha tarefa, fui dispensado de mue trabalho, me entregou o pergaminho assinado com seu nome e fui em direção ao quadro de missões, ao chegar lá, entreguei o pergaminho e peguei os Ryous, peguei outra missão e fui saindo do local para também executa-la o mais rápido possível, pois tinha uma C para ser feita ainda.



HP: 10/10  - CH: 18/18 - ST: 00/09


------

Ficha
Rumpelstiltskin
Genin
Genin
Vila Vila : Fogo
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 07.01.19 19:39


D

Na outra missão fora pedido para ajudar na destruição de uma casa, primeiramente pensei que se tratava de uma casa que pertencia a alguem, mas fui surpreendido pelo fato da casa ter que ser demolida para a construção de um predio para moradores carentes, abri um sorriso que jamais havia tido antes, primeiramente pensei em utilizar algumas rajadas de Katon para queimar a casa, mas ao chegar percebi que a mesma era feita de pedras, o que dexaria o trabalho mais dificil e duradouro, logo fui em direção a parede com uma grande marreta que fora me dado pelo jounin.

Bati com a marreta trés vezes na parede, porem, não tinha meios de quebra-la daquela forma, de acordo com as coisas que eu ouvi, poderiam facilmente destruir aquela casa, porem pediram aos genins, pois ajudaria a treinar sua força e de fato era algo muito preciso, pois tinha que bater no mesmo ponto varias vezes até conseguir derrubar a parede, também, tinha que cuidar da estrutura, telhado e etcs, mas o telhado ja havia sido retirado, o jounin mandou eu destruir uma parede de dentro, visto que aquela não mexia com a estrutura e não causaria um desabamento, me perguntei, porque o desabamento era ruim e quando entrei na casa ele explicou que eu não estava trabalhando sozinho.

Entrei com cuidado, peguei a marreta e comecei a bater na parede, até que em um momento, depois de diversas batidas a mesma caiu, fui ordenado a ir a outro lugar e quando cheguei, vi a pessoa mais linda e perfeita ali, tentei me esconder mas ela me chamou - Rumpel - dizia a voz de Mei, o jounin ordenou que ajudasse a mesma - Adorei a rosa que você me deu - disse com uma voz linda e suave, dei um sorriso imenso para ela

- Desculpa sair daquela maneira, eu, sei lá o que me deu - disse em um tom desajeitado, sorri para ela. Começamos a bater juntos na parede, até que a mesma acabou caindo para cima de nós, eu teria tempo para sair dali o mais rapido possivel, porem Mei não, empurrei a mesma com força fazendo-a cair no chão longe da parede que me esmagaria se eu não tivesse conseguido usar o Kawarimi a tempo, suspirei fundo e balancei e cabeça, todos vieram ver o que havai acontecido, ela chorava e solussava dizendo meu nome e apareci atras dela mexendo em seu cabelo - Eu estou bem, Mei, desculpa empurra-la - A mesma levantou golpeando meu peito com os dois braços, eramos de altura e idade semelhante o que fazia acertar cada golpe que me dava, chorando, continuou a gritar dizendo que eu era um idiota por me colocar naquelas situações por ela, tomei certa coragem e dei-lhe um beijo em sua bochecha antes do Jounin leva-la e ela sair com o rosto corado.

Continuei o trabalho por mais um tempo até que todas a casa fosse destruída por completo, fui em direção a Mei e ao jounin, peguei sua assinatura e sai com ela indo em direção ao quadro de missões.

HP: 10/10  - CH: 18/18 - ST: 00/09


------

Ficha
Odin
O Criador
O Criador
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

em 09.01.19 22:03
@
30 de experiência obtida.
Rumpelstiltskin
Genin
Genin
Vila Vila : Fogo
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

Ontem à(s) 19:43


D


­ ­ ­ ­ ­ Sua missão, desta vez fora auxiliar os estudantes da Academia Ninja, e, apesar de receosa sobre suas reações, ficara um tanto quanto empolgado sobre isso, afinal, quem poderia ser mais fundamental que os professores para a formação de novos shinobis? Aprontara-se, arrumara seus pertences e seguira para a Academia. Chegara alguns minutos adiantada em comparação ao horário de entrada, que aproveitou para cumprimentar e conversar com os professores ali presentes. Antes do início das aulas, alguns funcionários se prontificaram a fazer os preparativos da aula, já que era um dia um tanto incomum, visto que haveria um teste. Procuraram por possíveis fraudes ou truques dos estudantes (colas, precisamente), que poderiam alterar os resultados reais do teste, e os professores já estavam fartos sobre esse tipo de atitude dos estudantes. Pouco tempo depois foram dadas as instruções para o início do teste. Os alunos pareciam agitados e um tanto quanto nervosos, o que parecia um bom sinal, visto que se importavam sobre seus resultados. meu único papel na missão era fiscalizar atitudes suspeitas e desaprováveis, assim como responder dúvidas cabíveis à prova, se julgasse necessário. Apesar disso, não observara nenhum comportamento fora do comum vindo dos alunos, apenas vira que alguns conseguiam responder as questões rapidamente e com uma expressão confiante, enquanto outros pareciam poder enlouquecer a qualquer momento. O teste foi finalizado, então chegara o horário do intervalo, que seguiu igualmente tranquilo. Alguns poucos alunos conheciam as casas de chá da família dos uchihas, o que levou o pequeno grupo a conversar com o ajudante, que respondia atentamente à cada uma de suas dúvidas, e até mesmo dividiu o chá que levara com estes. O sinal para a volta às salas foi dado.­ Tivera agora um papel mais participativo nas aulas, onde foi incumbida de fazer algumas explicações territoriais aos alunos, que ficaram impressionados com seus conhecimentos sobre os vastos territórios de seu continente. Aparentemente, aulas com fundo geográfico não tiveram ainda sido dadas àquela turma, e, como eu tinha um notório saber sobre o assunto por conta dos negócios de sua família, onde o conhecimento geográfico e geológico era imprescindível, então dera-se liberdade para apresentar materiais de estudos à eles. Saíra da sala e voltaria momentos depois, segurando um globo e um atlas, que apresentaria com explicações bem didáticas às crianças. ­ O próximo sinal anunciara o término do dia letivo, assim, ajudara os professores a organizarem a sala de aula, e, depois, fizera o relatório final da missão. Ficara satisfeita com seu dia. Agradecera a todos e fora para casa. Ao chegar em casa foi dito por meu pai que não houve sinais claros sobre a volta do meu irmão, senti-me preocupado com aquilo e não sabia agora se o mesmo havia ido embora ou realmente havia sumido, o sumiço repentino dele, causou brigas em casa, pois meu pai sempre dizia a mamãe que a culpa fora sua, mamãe disse que não havia feito nada a Derek ao decorrer dos dias antes do sumiço, aquilo, estava começando a me irritar e até eu preferia sumir dali pra frente.


HP: 10/10  - CH: 20/20- ST: 00/09


------

Ficha
Rumpelstiltskin
Genin
Genin
Vila Vila : Fogo
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

Ontem à(s) 19:59


C


­ ­ ­O dia amanhecera nublado quando Amargo levantou, com seu otimismo de sempre pensava no que faria, sentava-se à mesa da cozinha com sua agenda de anotações em mão sem nenhuma novidade, não tinha missões agendadas, estava livre. – Hoje é o dia que vou colocar meu corpo para treinar. – O seu plano foi por água abaixo quando a companhia tocou, era um pássaro mensageiro, fui chamado nos Arredores do vilarejo para uma missão.

Após terminar de tomar seu café e tomar seus apetrechos ninjas, Mee encaminhie até os limites dos arredores. Um pouco mais para frente do portão principal da vila uma gigantesca árvore estava caída, minha primeira ação foi subir em cima dela para ter uma visão privilegiada. O cenário apresentado era muitos camponeses, comerciantes e outros transeuntes fazendo daquela cena um espetáculo. Outros ninjas estavam no local e Amargo não demorou muito para tomar uma atitude. – Vamos, deem espaço, por favor. – Falava para um lado. – Com licença, para trás fazendo favor. – Dizia voltado para o outro. – Depressa com isso, tenho muito trabalho para fazer ainda, cada minuto que passo aqui é dinheiro que eu perco. – Dizia em tom hostil um comerciante, o mais preocupado com a situação. Não era para menos, sua carroça de mercadorias estava impossibilitada de seguir destino ante o incêndio alastrado nos arredores. – Entendo a sua frustração, senhor, mas é para a sua segurança e dos outros. – dizia com toda sua inocência tentava acalmar o comerciante. – Cale a boca, você é uma criança, tem tudo nas mãos, se soubesse o que é trabalhar saberia quanto de valor merece receber o dinheiro. – Rebatia equivocadamente o comerciante.

Acabei por dar meus ombros e comecei a ajudar os outros shinobis a serviço da união do fogo. Começou retirando os galhos da árvore maior que atrapalhava na passagem com o intuito de torná-la mais leve. Uma kunai era usada para auxiliár em missão, para ficar apenas o tronco. Aquela não era qualquer árvore, mais sim uma árvore grande. No meio do serviço, usando minha audição ouvi alguns ruídos e o detalhamento da missão o chamou a atenção nesse momento. Pegou uma Kunai, alertando seus colegas prontamente. Todos tomaram um papel de suspense quando, de repente, uma kunai com um papel explosivo inserido nela foi lançada na direção aos seus companheiros shinobis. Eu provido do Shunshin no Jutsu consegui escapar para a direção contraria ao lançamento, outros esquivaram-se e foram pegos de raspões mas o maior atingido fora o comerciante que insistia em permanecer averiguando o serviço dos demais, como um inspetor. – Droga! – Indagou o Caramelo. – Teimoso... – O suspeito de incendiário então tomou uma segunda investida e acabou aparecendo atrás de Amargo segurando uma kunai Invertida obrigando-o a ficar imóvel.

A resposta veio com a utilização de uma Hikaridama, no entanto, provido de sua herança genética e a habilidade de prever movimentos, o Uchiha conseguiu se desvencilhar antes que aquela granada de luz antes que atingisse o solo. Cegando temporariamente o suspeito. Aproveitando-se dessa brecha foi a vez de Rumpel investir com a sucessão de socos na região do abdômen e queixo do homem. Nesse meio tempo, os outros ninjas que estavam igualmente a serviço do vilarejo ajudaram o membro da família Caramelo para que pudessem colocar um fim as ações do suspeito.

Na primeira vez desde a troca de gentilezas, pude tomar conhecimento de que se tratava de uma jovem não tão mais velho do que ele. – Esse idiota desse homem era sócio do meu pai e o traiu de tal maneira que ele tirou a própria vida. Deixando uma esposa e três filhos para criar. – Alegava voltado para o comerciante problemático. – Jax? É você, garoto? – Pela primeira vez o homem que se fazia de cego prestava atenção. – Aaaah, garoto! Eu vou te dar a lição que o inútil do seu pai deveria ter te aplicado. – Esboçava uma ofensiva, sendo interrompido por Amargo. – Recomendo que pegue suas mercadorias e de o fora daqui. – Dizia com o semblante sério o aspirante a herói. – Nós vamos levá-lo para o quartel e colher as informações, e se isso realmente se confirmar, eu vou pessoalmente até o senhor. – Encerrou fitando o comerciante nos olhos e levando o jovem sob custódia recebendo o pagamento referente a missão em seguida.

Naquele dia pensei que não fosse melhor ir para casa, pois o clima estava cada vez pior ali dentro, resolvi então caminhar um pouco pela vila, buscando entender o que se passava por outros lugares, cheguei a floricultura e Mei estava trabalhando ainda, chamei a mesma e ela veio correndo dando-me um beijo no rosto, dei um sorriso e balancei a cabeça um pouco, pedi para conversarmos em um lugar, suspirei fundo e falei para ela sobre meu irmão e seu sumiço repentino, a mesma dizia que não entendia como aquilo podia acontecer e me abraçou forte, pois não sabia a dor que aquilo me causava, apenas sorri, fomos juntos ao campo de treinamento onde a mesma deitou sobre meu colo e ficamos a conversar sobre os novos ninjas, sobre o festival do fogo, ela parcebeu que eu estava um pouco desconfortável, me entregou uma rosa e eu a coloquei em seus cabelos loiros como um apetrecho bobo, olhei para ela, aproximei nossas bocas e dei-lhe um beijo ao canto dos lábios, a mesma retribuiu corando as bochechas.

Ja estava tarde, olhei para ela e me despedi, fui em direção ao quadro de missões, onde eu pegaria mais uma missão rank C, tinha que focar em ganhar dinheiro e descobrir o paradeiro de meu irmão, pois somente assim, conseguiria de fato saber o que aconteceu, a uns dias atras passando pela vila, tive a impressão de vê-lo de longe, mas aquilo passou apenas como impressão, enquanto me afastava, Mei surgiu correndo atras de mim e abraçou-me pediu para que eu nunca abandonasse ela, não poderia prometer o que não podia cumprir, mas infelizmente disse que iria com ela para todos os lugares do mundo, pois era isso que eu faria.


HP: 10/10  - CH: 20/20- ST: 00/09


------

Ficha
Jin
Genin
Genin
Ficha Ficha : Uchiha Takashi .
Vila Vila : União do Fogo.
Ver perfil do usuário

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

Ontem à(s) 20:17
@. 45 de exp e 15 mil de ryous.
Conteúdo patrocinado

Re: Missões One-Post (D e C) - Rumpeltiltskin

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum

Parceiros

Informações