Trama do RPG - Resumo
Prólogo
Houve um tempo de guerra que assolou o País do Fogo por inteiro, dizimando famílias, campos e gerações a fio fosse a mando da honra ou do dinheiro. Esta era ficou conhecida como a Era dos Estados Combatentes. Cansados do derramamento de sangue intenso recorrente dentro das dependências do lar, as gerações passaram a adotar medidas de paz e cessar fogo, gerando um tempo de paz depois de anos em guerra.

Para dar um fim a tudo isso, o Tratado de Wakai foi assinado pelas quatorze cabeças dos clãs combatentes - e restantes - na presença do Daimyo Shimitsu, um termo de posse em uma região específica no interior do País, demarcado em quatorze territórios. Devido a convivência frequente das famílias em função da proximidade, a convergência dos territórios era iminente. Um segundo encontro diplomático entre os líderes resulto no que veio a ser chamado pouco tempo depois de União do Fogo, governada simultaneamente por estes, em uma junta democrática nomeada Conselho do Fogo.

Junto desta união nasceu um sistema de organização militar, hierarquizando aqueles que chegassem em determinados níveis de poder em um modelo de poder guiado e determinado pelo Conselho. Enquanto alguns já ganhavam altos postos, a preocupação com a educação das crianças das famílias surgia igualmente e, com isso, nasce a Academia Ninja e os futuros talentos que protegerão a União no futuro.
Últimos assuntos

Compartilhe
Ir em baixo
Jin
Genin
Genin
Ficha Ficha : Uchiha Takashi .
Vila Vila : União do Fogo.
Ver perfil do usuário

[One Post — Uzumaki Bakuto]

em 26.12.18 21:30
Relembrando a primeira mensagem :



Missão D;
Passeio Canino!
Bakuto já estava de pés logo de manhã cedo. Ele ajustava sua braceleira protetiva de cor laranja. Depois ajustou então sua bandana de cor vermelha que tinha. Ele ergueu uma das mãos e ajustou a plaqueta, fazendo a mesma reluzir pela luz do sol a cor cinzenta exibindo a marca da vila da Folha. Ele riu consigo mesmo após isso. — Hehe! Finalmente sou Gennin! — Então, após ajustar sua jaqueta, ele saltou pela janela de sua casa, vendo o chão se aproximar rapidamente. Então pousou sobre o chão, satisfeito. — Heh!

— Uzumaki Bakuto?! —Alguém tinha que chamar seu nome ao sequer pisar no chão. Bakuto se virou para olhar, e constatou que, na sua frente se estava o mesmo jonnin de antes, o mesmo que havia lhe chamado para o teste. — Ah, você. — Diria o garoto, fazendo uma cara nada surpresa. — O que é? — Perguntaria, fazendo bico. — Ah, vim te dizer, que você tem uma missão. Há uma senhora, que está muito debilitada para andar com seus cachorros que ela tanto ama. Portanto, você foi escolhido para guiar os cachorrinhos. Vá para a área do centro, e vá dar um passeio canino. Há um Jonnin te esperando. Adiós. — E a elite desaparecia.

— Cara mais esquisito. — Diria o louro, dessa vez, se virando e colocando as mãos atrás da cabeça. Agora, só bastava ele ir até o local indicado. Após algum tempo, ele avistaria um rapaz. — Você é o garoto. — Diria o mesmo. — Aqui, tem uns cachorros pra você. Tome. — E ele entregava três cães; todos eles de diferentes cores e raças. Um de aspecto mais bruto, o outro de aspecto médio, e o último, é um cão minúsculo. — Leva os três. — Ordenaria antes de desaparecer. — Na moral, essas caras pensam que sou cachorro para fazer os que eles querem... — Reviraria os olhos.

— Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh! — Bakuto sairia gritando sendo puxado. Os cachorros começaram uma rebelião com seu dono temporário onde se deslocaram em rápida velocidade pelas florestas da vila. O Uzumaki  vinha logo atrás, sendo balançado no ar, enquanto se agarrava desesperadamente pela fivela que ligava aos três animais. — Droga! Droga! Droga! — Gritava ele, disparadamente, tentando jogar as pernas para baixo na esperança de travar as pernas no chão, mas era impossível. Assim, vários gravetos voavam contra a face a roupa do pobre Gennin.

Os cachorros levavam, de forma descontrolada o pequeno Gennin, que gritava que nem uma vítima. — Socorro! Socorro! — Gritava, mas os cachorros corriam tão rápido que nem sequer as pessoas viam o que passava e deixava um rastro de poeira, além disso, eles adentravam também as árvores e as florestas mínimas, sujando o Uzumaki de terra e de folhagens. Quando se teve a volta completa para a vila, os cães resolveram voltar para o ponto de partida, deixando o garoto cair sobre o chão no fim do trajeto. — Ai... — Diria ele.

O Jonin apareceria logo depois. — Bem na hora! Fez um ótimo trabalho! Agora você está liberado! — E tornava a sair andando com os cães, deixando um sujo, desgrenhado, abatido, furado, maltrapilho e descabelado Uzumaki Bakuto definhando no chão.



Informações:
Considerações:

HP: 25/25.
CH: 10/10.
ST: 00/05.
508 palavras.

Aparência:
Descrição:
01. Levar os cães de uma idosa para passear pela vila;
Jutsus usados:



Jin
Genin
Genin
Ficha Ficha : Uchiha Takashi .
Vila Vila : União do Fogo.
Ver perfil do usuário

Re: [One Post — Uzumaki Bakuto]

em 09.01.19 22:26


Missão D;
Exercícios por uma folga!
Bakuto estaria sentado sobre uma casa aleatória observando a noite. Ela parecia tão linda como sempre, cuja qual emitia um brilho espectral e bonito, um tanto voluptuoso de algum modo. Se olhasse bem, ela era a única, junto aos postes que iluminavam de verdade a vila, e isso, fazia com que Bakuto ficasse admirando com mais clareza a própria aldeia em seu teor noturno. Assim, após algum tempo sozinho, alguém finalmente parecera para que pudesse então, fazer a sua companhia e lhe dar algumas orientações. Bakuto virou levemente a cabeça por cima do ombro somente para que pudesse então, observar quem era.

— ah, oi Yota. Como vai? — Perguntaria o garoto, enquanto sorria para o superior, que agora com o passar do tempo não era mais tanto seu superior, um Jonnin, mas agora o via como um amigo, que apesar de estar distante e aparecer somente para que pudesse anunciar missões, ainda assim, era um laço. Bakuto sempre tivera uma visão sempre muito aberta sobre laços e como as pessoas  poderiam formar laços com as outras, até mesmo, que esse laço pudesse evoluir, e nunca mais se soltar, ficando para sempre, como um laço eterno, aquela perspectiva ele havia adquirido sozinho, observando os outros enquanto estaria sozinho.

— Vou bem. Missão para você. Há agora, nesse exato momento alguns trabalhadores. Estão construindo um edifício novo para a aldeia. Você sabe, ela foi recém-formada, Bakuto. Está em processo de evolução. Então, algumas obras então sendo iniciadas, outras sendo finalizadas. — Explicaria o mais velho. — Para dar uma acelerada, que tal ir prestar um pouco de ajuda á essas pessoas, e agilizar um pouquinho mais o desenvolvimento de nossa vila? — Questionaria. Bakuto escutaria tudo com atenção, fixando os olhos no vazio para pensar depois. — Certo! Mas é claro! —Bakuto sorriria para Yota, exibindo sempre seu jeito irradiante, saltando em seguida e deixando o Jonnin sozinho.

Bakuto sentiu os ventos rugirem com seus movimentos, sentindo o chão se aproximar, mais e mais enquanto ele caia em direção á este. As pernas bateram sobre o chão firme e forte, e o garoto um segundo depois já estaria correndo novamente, com os cabelos esvoaçantes para trás. O olha determinado, cujos olhos verdes, brilhavam de excitação, de empolgação, um brilho tão vívido, tão ofuscante. Assim, após uma breve maratona, o garoto já se encontrava em frente ao estabelecimento que estava sendo construídos, os homens trabalhavam arduamente ali, e passariam a noite. Bakuto então prepararia os pulmões.

— AÍ galera! Uma noite de folga pra vocês! A União adverte que eu devo ser encarregado disto, portanto vão pra casa! — Anunciaria ele, Bakuto estaria sorrindo. Aquilo seria uma mentira deslavada, mas era necessário. Assim, os homens se dissiparam. Bakuto então tirou a jaqueta e a camisa, pronto para que pudesse então, começar o trabalho. — Vamos lá! — E assim, Bakut correu em direção á estrutura para que pudesse ser um trabalhador por toda a madrugada. Batendo, quebrando, escalando, subindo, descendo, pregando, furando, emendando, e colando. Tudo o que sabia ele fazia, e também, sem que deixasse o cansaço se abater. Quando foi de manhã, um abatido Bakuto estaria jogado sobre metade do prédio bem construído, dormindo, faziap oucos minutos que ao amanhecer, ele havia finalmente caído. Passara a noite toda trabalhando.




Informações:
Considerações:

HP: 25/25.
CH: 10/10.
ST: 00/05.
500 palavras.

Aparência:
Descrição:
11. Ajudar a construir um edifício;;
Jutsus usados:

Odin
O Criador
O Criador
Ver perfil do usuário

Re: [One Post — Uzumaki Bakuto]

em 10.01.19 2:28
@
15 de experiência & 5 mil ryous.
Conteúdo patrocinado

Re: [One Post — Uzumaki Bakuto]

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum

Parceiros

Informações